Tudo é utopia até que nós decidamos o contrário.
14
Jul 09
A culpa é do/a Pinto, às 00:08link do post

Excerto retirado do documentário “Sicko” (S.O.S. Saúde) de Michael Moore:

 

 

 


Vejam até ao fim vale realmente a pena, o país dos "Ipods", das "XBoxs", das "MTVs", do cinema, da musica, o PAIS DO SONHO é incapaz de oferecer aquilo que está muito antes das posses e dos bens materiais, a saude ao seu povo. Vejam o que diz no quartel de bombeiros: "Patria es humanidad" Vale a pena pensar nisto...

Sinopse:
Um painel do deficiente sistema de saúde americano. A partir do perfil de cidadãos comuns, somos levados a entender como milhões de vidas são destruídas por um sistema que, no fim das contas, só beneficia a poucos endinheirados. Ali vale a lógica de que, se você quer permanecer saudável nos Estados Unidos, é bom não ficar doente. E, depois de examinar como o país chegou a esse estado, o filme visita uma série de países com sistema de saúde público e eficiente, como Cuba e Canadá.
Pinto a 14 de Julho de 2009 às 11:20

Eu já sabia que o sistema de saude americano era uma grande confusao e que nao abrangia toda a populaçao, mas o que mais me choca e a diferença de preços dos medicamentos... Como e possivel??
nagini a 14 de Julho de 2009 às 11:56

Eu so digo isto, andam tubaroes a "chular" a sardinha...

Sabem o que é pior? É essa maluca da manuela ferreira leite vir a publico dizer que não ha sustentabilidade para um sistema de saude publico, por outras palavras querem transformar o nosso sistema de saude parecido ao do "melhor pais do mundo"... E eu faço esta pergunta se um pais do terceiro mundo, como alguns dizem que é o caso de cuba, consegue porque raio um pais como portugal nao consegue?

Deixo tambem este apelo aos que este ano ja podem votar: o que preferem, ter dedos ou ter aneis?
Pinto a 14 de Julho de 2009 às 14:05

É obvio que a comparação entre o sistema de saúde de Cuba e dos EUA é marcante, mas para mim o que mais me tocou foi a cena em que supostos inimigos como Cuba e os Estados Unidos se abraçam como irmão e se ajudam mutuamente se somos todos homens e mulheres porque não podemos viver partilhando o que cada país tem de melhor, porque não podemos deixar de ser cidadãos dos EUA ou de Cuba ou de Portugal e passarmos a ser cidadãos do Mundo?
zargat a 14 de Julho de 2009 às 14:14

Isto leva-nos a outro tema: a Globalização. É claro que tem pontos positivos, mas eu chamo a atenção para este ponto: Comercio Internacional. 1+1=? Pois nem sempre é 2 a reposta a esta pergunta...
Pinto a 14 de Julho de 2009 às 14:23

Normalmente tem duas rspostas... 0 para os pequenos empresarios, produtores, cultura, originalidade, individualidade
2 para as grandes empresas, empresarios, chicos espertos, uniformizaçao, USA
nagini a 14 de Julho de 2009 às 14:25

Eu não acho que os EUA tenham só coisas más, acho que eles são muito frios e é cada um por si, mas também não acho justo que se viva na sociedade dos subsídios sempre à espera que o Estado resolva as coisas, as pessoas se querem ter sucesso na vida têm de correr e lutar por ele e não ficar à espera que caia do céu.
zargat a 14 de Julho de 2009 às 14:38

O problema está exactamente aí, é que nao podemos generalizar, porque se realmente há os que nada querem fazer, também há os que nada podem fazer. É que o que estamos aqui a discutir vem muito antes dos referidos subsidios, estamos a falar de saude e transformar essa saude num negocio, ainda para mais num negocio injusto. Vou só deixar aqui alguns dados para reflectir: 450 mil pessoas morrem nos EUA devido a doenças cardiovasculares, enquanto em meida morrem 70 pessoas devido a actos supostamente terroristas no pais em causa. Ora bem o dinheiro investido na area da sude relacionado com os problemas cardiovasculares foi de 3 bilioes de dolares em quanto o dinheiro gasto na guerra ao terrorismo foi de 161 bilioes de dolares cerca de 54 vezes mais. Agora onde eu quero chegar dos 450 milhares de americanos que morreram quais eram as hipotses de lutar para serem alguem na vida e nao precisarem de subsidios se lhes foi retirado a hipotse de viver?
Pinto a 14 de Julho de 2009 às 14:55

É o que eu acho que não podemos querer nem 8 nem 80, e acho que o capitalismo e o comunismo são como o Goku e o Vegeta quando lutam são lutas impressionantes e destruem tudo à sua passagem, e quando se fundem e fazem o Vegeku vão invencíveis, por isso eu acho que se podia aproveitar o melhor em ambos os sistemas porque as partes fortes de um sistema iam acabar com as debilidades do outro mas para isso ambos os lados tinham de ceder e aí está o problema ninguém quer perder o poder.
zargat a 14 de Julho de 2009 às 16:25

Se calhar eu não me fiz entender bem, eu não estou a dizer que é chegada a altura de fazer uma mega revoluçao e transformar o mundo, num mundo comunista! Seria utopico pensar isso, o que eu defendo é que areas especificas da economia devem pertencer ao estado e vou passar a enumera-las: Saude, educação e a mais importante: Banca. Agora digam-me o que se está assistir neste momento? Privatizações de hospitais, cada vez um maior numero de escolas privadas etc. estes tres pilares devem ser mantidos pelo estado e nos dois primeiros casos gratuitos porque só assim partiremos todos do mesmo nivel e aí sim, ai poderemos ver quem realmente quer trabalhar e quer ser alguem daqueles que ficam "à espera que caia do céu."
Pinto a 14 de Julho de 2009 às 18:37

Equilibrio procura-se!!!!Urgentemente!!!
Equilibrio entre a procura de serviços e a sua oferta publica de forma a chegar a todos e sendo que a privatizaçao de serviços basicos nao e a soluçao...
Os monopolios e oligopolios destes serviços que deviam pertencer ao Estado (no sentido verdadeiro da palavra) pertencem á meia duzia de Grandes empresas, aos magnatas, que ja detem tudo...e querem mais...
O problema e que estes idiotas (pessoas com ideias como nos) normalmente cansam.se de tentar mudar o mundo ou de pelo menos tentar alertar o mundo... ou no pior dos cenarios tornarmo.nos em pessoas apaticas, sem ideias nem ideais, nem espirito de mudança, nem preocupaçao com o Mundo!
nagini a 14 de Julho de 2009 às 22:40

Nos é que somos uns valentes idiotas xD Porque eles continuam a brincar e nos continuamos impavidos e serenos.
Pinto a 14 de Julho de 2009 às 23:36

Nós é que somos quem pode lutar para mudar o mundo e quando se muda tem de ser para melhor senão não vale a pena. O nosso dever é continuar a defender aquilo que acreditamos e compreender ou pelo menos tentar as opiniões que são diferentes da nossa para que haja harmonia no mundo e nunca devemos deixar de expressar as nossas opiniões porque desistir é submetermo-nos, mesmo que digam que somos malucos se contribuirmos para mudar o mundo é um preço justo a pagar, eu não me importava.
zargat a 15 de Julho de 2009 às 17:53

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Os "Manda-Bocas"
Os Mais Debatidos
47 Reclamações
29 Reclamações
27 Reclamações
27 Reclamações
24 Reclamações
19 Reclamações
13 Reclamações